Multa para quem guiar “cinquentinha” sem habilitação começa a valer

06/06/2016

Trafegar com o ciclomotor sem placa e documentação também será considerada infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e apreensão do veículo.

 

Condutores de ciclomotores, motos conhecidas popularmente como “cinquentinhas”, que forem pegos pela fiscalização sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “A”, ou a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC), serão multados.

A medida passou a valer nesta quarta-feira (01), em todo o Brasil, conforme exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O descumprimento da exigência será considerado como infração gravíssima, passível de multa de R$ 574,62 (o valor é multiplicado por 3) e na apreensão do veículo.

 

Licenciamento 

Em julho do ano passado, alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) transferiram dos municípios para os estados o poder de registrar e licenciar os ciclomotores. Trafegar com cinquentinha sem placa e documentação também é infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e apreensão do veículo.

Para emplacar, é necessário pagar o IPVA, taxa de licenciamento e seguro obrigatório DPVA. O ciclomotor deve ter código específico junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), feito pelo fabricante, em atendimento a determinação federal válida para veículos produzidos ou importados a partir de 31 de julho de 2015.

 

São Gabriel do Oeste

Em São Gabriel do Oeste, as fiscalizações já iniciaram por parte da Polícia Militar, assim como a procura por condutores para a regularização de seus veículos na agência municipal do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), que já realizou o emplacamento de em torno de 10 ciclomotores neste ano de 2016.

Os proprietários de ciclomotores que ainda não regularizaram seus veículos devem procurar a agência do Detran local com o ciclomotor e a nota fiscal do veículo para a regularização do mesmo. O Detran informa ainda, que quem não tiver a nota fiscal deve procurar a gerência do órgão com Paulo Henrique Emiliane no horário das 07h30 as 13h30, de segunda a sexta-feira. O telefone para contato é o (67) 3295-5431.

 

Emissão da ACC

Documento ainda pouco conhecido pela população, em São Gabriel, as ACCs ainda não estão sendo emitidas por parte do Detran por não haver autoescolas que ofereçam o curso pela falta de procura e também por considerar que a CNH na categoria “A” seja mais vantajosa, pois permite guiar qualquer tipo de moto, enquanto a ACC é restrita aos ciclomotores, ou seja, modelos de até 50 cc.

Por outro lado, tirar a ACC é mais rápido, porque são exigidas menos horas-aula. Mas a maioria dos Detrans cobra os mesmos valores para emissão de ACC e da CNH. Em Mato Grosso do Sul a taxa de emissão do documento é de R$ 51,98, mesmo valor de emissão da CNH na categoria A (motos).

Para a emissão do documento outros custos também são necessários como a validação de cadastro no valor de R$ 54,35; o exame psicológico: R$ 101,6; exame médico: R$ 82,00; exame teórico: R$ 47,26; exame prático: R$ 70,89 e a licença para aprendizado de direção veicular: R$ 20,09.

 

Please reload

Posts em destaque

O uso do cinto de segurança

April 26, 2016

1/10
Please reload

Posts recentes
Please reload

Arquivo
Siga
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Páginas Principais

Nossos instrutores estão dentre os melhores de nossa cidade, todos credenciados pelo DETRAN. Para isso estamos registrados junto ao DETRAN, classificada como CENTRO DE FORMAÇAO DE CONDUTORES (CFC). Isto significa que estamos autorizados pelo DETRAN a ministrar a parte prática.

Fale conosco

           (67) 3421-5165 - (67) 3421-1098

           (67) 3421-4331

           Whatsapp: (67) 98478-0833

Av. Marcelino Pires, 1337 - Centro - Dourados - MS, 79800-002

© 2019 CFC Liderança - Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Agência Integre